Cobrando prazo e celeridade para evitar mais transtornos aos moradores

Publicado em por Prof. Willian Cezar

_DSC0354

Perto da inauguração das obras do Arco Metropolitano, previsto para o dia 1° de julho, estive nesta terça-feira (24), fiscalizando a execução do serviço no trecho que corta o bairro Leandro, em Itaguaí. Percorri o canteiro de obras, acompanhado da representante da empresa de fiscalização, Skill Engenharia, Elisabeth Ramos.

Cobrei prazo e celeridade para as obras de drenagem do corredor logístico na região, partindo da reflexão de que os moradores têm sofrido com as constantes inundações. “Queremos prioridades! O problema da drenagem é um sofrimento diário dos moradores. Isso não pode continuar deste jeito”, e ouvi de Elisabeth Ramos, que a empresa não deixará o local antes do término dos serviços previstos. “Jamais vamos embora e deixar isso deste jeito. Isso não vai ficar ao vento. Temos um mapa de todas as áreas sensíveis”, prometeu.

Aproveitando a ocasião, solicitei o plano diretor das obras do Arco, onde, quis informações a respeito do processo de indenização de um morador da Estrada Arapucaia que, na época dos trabalhos de terraplanagem, teve um lago de peixes soterrado em decorrência das chuvas. A vistoria seguiu com questionamentos da distância do Arco Metropolitano para as áreas residenciais e a respeito das medidas urgentes para contenção de encostas da rodovia.

_DSC0361_DSC0337_DSC0341